quinta, 23 de novembro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

MAG

O GR-RI lamenta com muito pesar o falecimento do companheiro Marco Aurélio Garcia

Por Grupo de Reflexão sobre Relações Internacionais | 20/07/2017

Militante da esquerda brasileira, lutou contra o golpe de 1964, resistiu à ditadura e ajudou a fundar o PT. Professor, intelectual, sempre trabalhou para a construção e execução de uma concepção de esquerda nas relações internacionais do Brasil e para a inserção soberana da América Latina no mundo. Foi um dos principais articuladores da resistência latino-americana ao neoliberalismo nos anos 1990, que culminou com a fundação do Foro de São Paulo, do qual foi Secretário Executivo. Durante os governos Lula e Dilma foi assessor especial da Presidência e, junto com os Embaixadores Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães, foi responsável pela Política Externa Brasileira que mudou o lugar do Brasil no concerto internacional.

Defensor do socialismo democrático, sempre enfatizou o papel dos movimentos populares e dos trabalhadores para a consolidação da democracia e a integração de nosso Continente.

Ficarão na memória dos que tiveram a oportunidade de alguma vez ouvi-lo a erudição, a inteligência, o humor refinado e o senso estratégico das suas intervenções públicas, seja nos espaços acadêmicos ou naqueles eminentemente políticos, nos quais discorria com o mesmo brilhantismo sobre os temas internacionais e sobre as questões mais profundas que envolviam a sociedade brasileira, sempre ressaltando o papel que o país podia e devia jogar na superação dos problemas contemporâneos da humanidade.

Marco Aurélio parte aos 76 anos, tendo dedicado sua vida a contribuir com o povo brasileiro. Foi um dos mais ilustres membros deste Grupo de Reflexão sobre Relações Internacionais.

Em sua homenagem, nós manteremos vivas suas palavras e suas ações. Marco Aurélio Garcia, presente!

VEJA TAMBÉM