tera, 17 de outubro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

NUSO

alunida A América Latina não é Chapeuzinho Vermelho

Por Alejandro Frenkel | 25/10/2016

Analisar os processos de integração regional a partir das prioridades estadunidenses não é a única nem a mais importante variável para entender o auge e o declínio dos processos políticos na região

Nos últimos meses, a Organização dos Estados Americanos (OEA) parece haver recobrado seu protagonismo como espaço para tratar os conflitos regionais. Por exemplo, as intervenções do secretário-geral Luis Almagro sobre a situação na Venezuela obrigaram os Estados da região a ativarem suas diplomacias para discutir o tema no seio do organismo. Soma-se a isso o pedido de explicações da instituição interamericana ao governo de Michel Temer sobre o processo de impeachment a Dilma Rousseff (pedido feito, ademais, a instâncias do Partido dos Trabalhadores).

ALAINET

fracking-in-the-uk A financeirização da natureza e suas consequências geopolíticas

Por Monica Bruckmann | 14/10/2016

A utilização do fracking permitiu aos EUA articular uma nova ofensiva política para desestabilizar os governos da latino-americanos que buscaram uma gestão soberana de seus recursos naturais

A análise econômica e política dos recursos naturais nos conduz, inevitavelmente, a uma questão central do capitalismo contemporâneo: a financeirização da natureza que converte os bens naturais em commodities, criando um amplo campo de acumulação financeira que cresce de maneira espetacular.

ALAINET

Fórum Mundial de Mídia Livre 2016: renascer, prosseguir e imaginar

Por François Soulard | 29/06/2016

Comunicadores, mídias, organizações e ativistas se encontrarão no próximo Fórum Mundial de Mídia Livre (FMML) em agosto de 2016

“Ou nos inventamos ou erramos”, afirmava combativamente o pensador venezuelano Simón Rodríguez para inspirar os libertadores do continente latino-americano no alvorecer de sua primeira independência. A frase oferece uma ideia bastante adequada do que espera centenas de comunicadores, mídias, organizações e ativistas que se encontrarão no próximo Fórum Mundial de Mídia Livre (FMML), organizado em concordância com o Fórum Social Mundial em agosto de 2016 em Montreal. Perante uma realidade comunicacional que a cada dia mostra um pouco mais o poder dos fundamentalismos mercantis e identitários, o Fórum é inevitavelmente chamado a aprofundar suas discussões e consolidar sua agenda.

REBELIÓN

A agenda perdida do progressismo e a nova onda de mobilizações

Por Salvador Schavelzon | 29/06/2016

Um ciclo histórico que chega ao seu limite pede mudanças estruturais. A voz das ruas ganha um sopro de juventude e esperança de mudança diante dos retrocessos na região latino-americana.

O novo século começou no mundo com fortes mobilizações de distinto caráter mas que podiam ser compreendidas como parte de um movimento contrário à globalização neoliberal.

INTER PRESS SERVICE

É também na luta ambiental que são defendidos os direitos humanos na América Latina

Por Tharanga Yakupitiyage | 23/06/2016

Uma das regiões mais perigosa para os ambientalistas é a América Latina, onde ocorreram 60% dos assassinatos em 2015

O assassinato de 185 pessoas defensoras do meio ambiente em 16 países em 2015 converteram este ano no pior da história pelo número de ambientalistas que perderam sua vida no mundo, conclui o último informe da Global Witness.Os assassinatos do ano passado, registrados no relatório "On dangerous ground", representam um aumento de 59% em relação à 2014."O meio ambiente se converte no novo cenário onde são defendidos os direitos humanos", disse à IPS o responsável pela campanha para os defensores da terras e do meio ambiente da Global Witness, Bill Kyte.

ALAINET

Como escapar do neoliberalismo do século XXI na América Latina ?

Por Alfredo Serrano Mancilla | 22/06/2016

As turbulências da região colocam em xeque medidas progressistas. É preciso rever políticas econômicas para evitar um retorno ao neoliberalismo.

A restrição aperta e a saída neoliberal está a um passo de distância. Sempre te cercam da mesma maneira: levam-te à beira do precipício e, ali, resta escolher o melhor salto para o abismo (...)

LA JORNADA

Um Novo Bretton Woods

Por José Blanco | La Jornada | 15/06/2016

Na ausência de um sistema financeiro internacional convoca-se um novo Bretton Woods com a certeza de que continuará servindo ao 1%

As previsões sobre um agravamento da crise capitalista mundial tornam-se frequentes. Discorrem sobre o tema diversos “especialistas” de países desenvolvidos, assim como a OCDE e o FMI. Claro, no caso das instituições internacionais não são estas as palavras (agravamento do capitalismo mundial), mas apenas “diminuem as expectativas de crescimento”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Golpe de Estado no Brasil e retrocesso de Washington na América Latina

Por Mark Weisbrot | 09/06/2016

Ou os motivos de Serra ser o tipo de pessoa que Washington tão desesperadamente gostaria de ver a cargo da política exterior do Brasil

Está claro que o Poder Executivo do governo dos Estados Unidos favorece o golpe de Estado em curso no Brasil, apesar de haver tido cuidado ao evitar qualquer respaldo explícito. A primeira amostra foi o encontro entre Tom Shannon, o funcionário número 3 do Departamento de Estado dos EUA, e quem sem dúvidas está encarregado de manejar esta situação, junto ao senador Aloysio Nunes, um dos líderes do processo político contra a presidenta Dilma Rousseff no Senado brasileiro, dia 20 de abril. Mediante a celebração desta reunião apenas três dias após a Câmara ter votado a favor da destituição da presidenta Rousseff, Shannon envia um sinal aos governos e diplomatas em toda a região e ao mundo de que para Washington o processo é mais que aceitável. Nunes lhe devolveu o favor ao liderar um esforço (sendo o presidente do Comitê de Relações Exteriores no Senado) para suspender a Venezuela do Mercosul.

NODAL

O futuro do Mercosul

Por Augusto Taglioni | 07/06/2016

O retorno à subordinação aos centros de poder é uma certeza frente a este Mercosul desideologizado, despolitizado e debilitado.

O Mercosul vive uma mudança de etapa. A vitória de Mauricio Macri na Argentina, a suspensão de Dilma Rousseff no Brasil, o perfil das novas autoridades brasileiras e a crise na Venezuela pintam um panorama complexo para um dos mais importantes blocos políticos, econômicos e comerciais da última década.

HEINRICH BÖLL STIFTUNG

Negociações do Acordo de Paris rumo a COP 22: começa a conferência de Bonn

Por Victor Soriano | 17/05/2016

Posição brasileira nas negociações sobre o clima será provavelmente enfraquecida e deve priorizar lógicas de mercado com a nova configuração ministerial

Começou hoje e segue até dia 26 de maio a Conferência interssessional da UNFCCC (Convenção - Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima), uma das etapas pré COP22, a Conferência das Partes de mudanças climáticas que acontece de 07 a 18 de novembro, em Marrakesh, Marrocos e que será a primeira após o tão falado acordo de Paris.