sexta, 20 de outubro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

CHINA

05ea6733-33e5-4318-97db-6b15cf8cab7f

Transformações exigem política externa ativa: a nova Rota da Seda

Como a China, Brasil precisa apostar de forma ativa em diversificação. Longe de ser estratégia de marketing, são novos tempos que merecem atenção

Recentemente, Beijing sediou o 1º Fórum da Nova Rota da Seda, com a (...)

FB_banner_vertical

Impactos da Eleição de Trump para a América Latina e o Brasil

A eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos aponta para a configuração de um novo cenário de mudanças profundas em um contexto internacional já marcado por crises e instabilidades. O Brasil e os países da América Latina tendem a se defrontar com desafios inéditos na história recente. Nesse sentido, este debate organizado pelo […]

ONDA CONSERVADORA

a2c5c5a7-8357-4027-b88c-ec7c9ad5e944

O destino da onda conservadora em tempos de fúria

As forças progressistas precisam recuperar o diálogo com a opinião pública. No Brasil, seria interessante a esquerda parar de cobrar quem foi às ruas pelo impeachment

Há datas que entram para a história como símbolos da abertura de novo ciclo (...)

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

2744b31f-9a6f-440e-87a2-02c0cbbcc993

Brasil-China: complementaridade ou dependência?

O novo governo estimula uma parceria iniciada na era PT cujas consequências são, em grande medida, deletérias

Em comentário sobre os recentes acordos de investimentos da China no Brasil, um negociador afirmou que “as relações bilaterais ganham novos galhos onde (...)

AMÉRICA LATINA

presidente-paraguai-fernando-lugo-20120611-16-original

Forças “extra-institucionais” permeiam nuestra Democracia

Entrevista com José Tomás Sánchez

Em 2016 completam-se quatro anos desde o processo de destituição do presidente Fernando Lugo do Paraguai. O ocorrido foi um (...)

COMÉRCIO DE ARMAS

de24d329-9686-4110-805d-fd959ffe5ad0

“Brasil: 59 mil pessoas assassinadas, mas somos uma ‘democracia’?”

entrevista com Reginaldo Nasser

Apesar de um grande importador de sistemas de segurança, o Brasil figura hoje entre um dos maiores exportadores de armamentos no mundo. No entanto, até agora (...)

COMÉRCIO INTERNACIONAL

895ccc40-16b0-4fd9-bd98-51e0cfa54600 (1)

O Brasil e os tratados plurilaterais: os riscos presentes

Ao aproximar o País de tratados como o TPP e o TISA, Serra arrisca tirar do Brasil o status de ator global

O ministro interino das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), tem falado muitas bobagens que o obrigam a voltar atrás logo (...)

GOLPE E POLÍTICA EXTERNA

dilmaobama

‘Não creio em coincidências’, diz analista sobre interesse dos EUA na queda de Dilma

entrevista com Analúcia Danilevicz Pereira

A tentativa de derrubar a chefe de Estado brasileiro, que evolui a passos largos, não está dissociada dos (...)

OUTRAS PALAVRAS

Brasília- DF- Brasil- 01/10/2015- Manifestantes jogam patos de borracha no espelho d·água do Congresso Nacional em protesto ao aumento de impostos: Não vou pagar esse pato.Foto: Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados

O Brasil no epicentro da Guerra Híbrida

A marcha em direção à Guerra Híbrida é basicamente sobre a mobilização de algumas famílias ultra ricas, da compra de grandes parcelas do Congresso e do controle dos meios de comunicação

Revoluções coloridas nunca são demais. Os Estados Unidos, ou o Excepcionalistão, estão sempre atrás de atualizações de suas estratégias para perpetuar a hegemonia do seu Império do Caos.

BRASIL DEBATE

Screen-Shot-2015-07-02-at-4.31.12-PM

A Parceria Transpacífica: o acordo de comércio que foi sem nunca ter sido

O TPP criou um ambiente de saque em favor das empresas multinacionais, particularmente, as americanas e japonesas

Em menos de dois minutos foi anunciado no dia 5 de outubro em Atlanta, nos Estados Unidos, a conclusão das negociações da Parceria Transpacífica (Trans-Pacific Partnership – TPP, na sigla em inglês) depois de sete anos de esforços envolvendo doze países banhados pelo Oceano Pacífico.