quinta, 23 de novembro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

AMÉRICA LATINA

image_large

E teria o México alguma lição a dar à nossa economia?

As agências de classificação de risco diziam que estava tudo bem com os bancos que causaram a crise de 2008. Agora, dizem que os mexicanos estão 'certos'. E o Brasil, 'errado'

COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

download

Os anseios e sonhos de nossa (ainda) adolescente cooperação internacional

Como um adolescente típico, o país já demonstra o desejo de se destacar, adotando conceitos próprios e reforçando a cooperação Sul-Sul

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

download (3)

O Brasil na Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (UNRWA)

entrevista com Milton Rondó e Tarson Núñez

UNRWA pode receber mais um membro: o Brasil

BRASIL

Giorgio

Pré-sal e o futuro do Brasil

Nos últimos meses, instalou-se no debate uma visão de que a Petrobras, em vez de orgulho nacional, seria um exemplo das mazelas que impedem o crescimento do Brasil. Essa visão precisa ser equilibrada.

CIDADES

ORDEM MUNDIAL

Operation unified Response

R2P, RwP: Um tema relevante para a atuação do Brasil no mundo de hoje

A "responsability to protect" (R2P) originou-se no final dos 90, começo dos 2000 para dar conta, segundo os discursos oficiais, dos dilemas de (...)

BRICS

Alexandre de Freitas Barbosa é Professor de História Econômica e Economia Brasileira/Internacional do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da Universidade de São Paulo (USP).

“Os BRICS são uma ‘carta na manga’ para a China”

entrevista com Alexandre de Freitas Barbosa

Nestes dias de transição de poder na China, Barbosa discorre sobre a situação econômica do país, a relação com o Brasil e BRICS

BRASIL

download

É preciso vomitar o ‘sapo barbudo’

Quem quiser, no que resta de esquerda brasileira, que construa castelos de areia sobre a ilusão do fim da luta de classes, ou da conciliação dos (...)

BRASIL

lula-brasil

O Exterminador do Passado

Lula terminou seus oito anos de mandato com um nível estratosférico de popularidade, 81%, uma verdadeira façanha política, inédita no Brasil.

QUESTÕES DE DESENVOLVIMENTO

copy_0_amaral3

Um Brasil Industrial ou Exportador de Grãos?

Que Brasil desejamos legar às próximas gerações? A pergunta é pertinente porque o futuro está sendo construído hoje e, na sociedade capitalista (...)