quarta, 28 de junho de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

BRICS

brics_meeting_slider

Cúpula dos Povos dos Brics: “Trata-se, na verdade, de colocar o cidadão e os povos acima de um projeto puramente estatal”

entrevista com Laura Waisbich

Criado em 2009, em meio à escassez da economia mundial pós crise de 2008, o BRICS (bloco constituído por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) foi visto como um passo concreto em direção à construção de um mundo multipolar. A oposição à ordem neoliberal vigente começou a ser delineada mais concretamente a partir da criação de instituições financeiras, como o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD) e o Acordo Contingente de Reservas (ACR), que funciona como uma plataforma de apoio para o balanço de pagamento dos países-membro do bloco.

BRICS

7e971b00-cf8b-4603-bf13-24428a336cb1-1

Qual importância Temer dá aos BRICS?

O governo não entende que a busca pelos interesses nacionais implica em uma política externa soberana

A imprensa brasileira dedicou grande espaço às desventuras de Michel (...)

BRICS

Belek - Turquia, 15/11/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante Reunião de Líderes dos Brics. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Banco dos BRICS: mais uma peça no quebra-cabeça das finanças internacionais?

A grande possibilidade é de um realinhamento do Brasil para uma política de subordinação aos interesses do mundo desenvolvido.

Embora possa haver muita discussão sobre o processo de constituição dos (...)

AMÉRICA LATINA

impeachment-1

O impeachment e o realinhamento neoliberal na América Latina

Se juntos possuem mais força, separados os países latino-americanos ficam à mercê dos interesses dos mais poderosos

A ser votado até o próximo dia 17 de abril, o impedimento da presidenta Dilma (...)

OBSERVATÓRIO BRASIL E O SUL

15330834484_d0de888b10_o

Os BRICS e cooperação em saúde: um panorama dos avanços e potencialidades

Devido aos problemas comuns que enfrentam no campo da saúde pública e a emergência dos países BRICS como novos atores para o financiamento da saúde global, a cooperação nesta área, entre estes países, tem mostrado avanços significativos.

Apesar do grande potencial da cooperação intra-BRICS, ela é ainda desconhecida e pouco debatida. A cooperação entre os membros do bloco não tem se reduzido ao alinhamento de posições comuns em negociações internacionais multilaterais ou à construção de mecanismos institucionais voltados para financiamento de projetos e estabilidade financeira (como o Novo Banco de Desenvolvimento e o Arranjo Contingente de Reservas). Temas voltados à proteção social também ganham visibilidade, mesmo que de forma ainda lenta. A saúde, por exemplo, é um dos campos de destaque nos últimos anos.

BRICS

BRICS

BRICS: Desafios para enfrentar as desigualdades e alcançar a Justiça Ambiental

Os BRICS, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, emergem na arena global (...)

BRICS

Ufá - Russia, 09/07/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante VII Cúpula do BRICS. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

O BRICS é muito mais que um acrônimo criado pelo Goldman Sachs

Entrevista com Diego Pautasso

O BRICS vai além de um conceito meramente econômico/financeiro e reflete, na realidade, um bloco que almeja a pró-atividade na reformulação do tabuleiro geopolítico, visto que consideram “que a (...)

PORTAL VERMELHO

brics22

Banco do Brics pode se contrapor ao FMI

Na noite desta segunda (9), o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães ressaltou a importância do Banco do Brics como contraponto ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional, “que são instrumento das grandes potências para impor políticas econômicas”, defendeu. O economista Luiz Gonzaga Belluzzo não só destacou o papel do banco, como propôs que ele seja utilizado para capitalizar a Petrobras.

Ao lado do também economista Renildo de Souza, eles participaram nesta segunda (9) do primeiro evento do ciclo de debates “Que Brasil é este?”, realizado no Centro de Estudos da Mídia Barão de Itararé, em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. As intervenções centraram-se no atual cenário da economia mundial e destacaram a importância do Brics na construção de um novo cenário internacional de disputa de protagonismo.

COOPERAÇÃO SUL-SUL

1ecd8276-3027-42f8-a0d8-867008fe4508

Desafios da Política Externa brasileira em relação à Cooperação Sul-Sul

A crise política e econômica brasileira dificultou um papel de liderança entre os países Sul-Sul

O significado das relações sul-sul é controverso e envolve a caracterização (...)

CHINA

ch-parada-militar-china

Desfile em Pequim coroa ascensão chinesa e indica ambições futuras

O formato da comemoração deve ser entendido no contexto de uma postura mais altiva da China, que passou a exigir e impor respeito

Há meses a China se prepara para comemorar, neste dia 3 de setembro, o (...)