quinta, 23 de novembro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

ESPECIAL INTEGRAÇÃO REGIONAL

R0V1755-mini

Uma política regional altiva e reativa

O governo Dilma precisa adequar os investimentos em política externa aos anseios pretendidos

A eleição de Dilma Rousseff, em outubro de 2014, significou a vitória de uma (...)

CARTA MAIOR

15112014-_R0V6937-Editar-medio

Conquistas e Desafios da Política Externa de Dilma

O governo Dilma constituiu pragmática continuação do trabalho de Lula. Os resultados das políticas de Lula limitaram as opções para Dilma no plano externo

A política externa do primeiro governo Dilma Rousseff lidou com um ambiente internacional diverso do segundo governo Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda que as linhas gerais da política externa dos dois governos permanecesse similar, o impacto externo das ações do Brasil diferiu de modo significativo.

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E ELEIÇÕES 2014

mini-coletiva

A vitória de Dilma e o futuro da política externa

A frustração da direita nacional e do mercado internacional traz perspectivas positivas para a América do Sul

A reeleição de Dilma Rousseff como presidente do Brasil no dia 26 de outubro não significou apenas a derrota dos "rentistas", da mídia e dos conservadores (...)

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

COLETIVA22

Dilma Rousseff has a second chance to invigorate Brazil’s foreign policy

The South American giant needs to live up to its ideals on the global stage, and civil society activists have a role to play

After an election campaign that was more unpredictable and nerve-wracking (...)

ELEIÇÕES 2014

Itamaraty-mini

Política externa, política do Brasil

A escolha entre Aécio e Dilma é também uma decisão sobre qual papel o País deve exercer no mundo

Uma das afirmações mais conhecidas sobre a política externa em eleições é que o tema não é decisivo. Embora seja quase impossível discordar desta avaliação, (...)

ELEIÇÕES 2014

dilma_celac7-mini

A eleição de 26 de outubro e a política internacional: o Brasil entre o avanço e o retrocesso

O segundo turno das eleições presidenciais brasileiras nos apresenta mais uma vez a disputa que permeia o cenário nacional há duas décadas.

ELEIÇÕES 2014

br-pesquisa-aecio-dilma-segundo-turno-mini

Política Externa: O que está em jogo nesta eleição

As cartas estão na mesa. Mais do que em 2010, mais do que em 2006 -- e provavelmente bem mais do que em qualquer outra depois do longo recesso do pós 1964 -- as diferenças programáticas no tema da política externa estão muito (...)

POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

dilmaagnu-mi

O discurso da Presidenta Dilma Rousseff na Assembleia Geral da ONU e o novo paradigma, ativo e altivo, da Política Externa Brasileira

Um discurso não é pouco, como acreditam muitos. E um discurso brasileiro na abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (AGONU)...

GUERRA AO TERROR

obama-mini

Com o terror racional podemos dialogar?

Do alto de sua sabedoria e de seu “realismo humanista”, experientes jornalistas, analistas internacionais, professores e diplomatas brasileiros estão em estado de indignação após o discurso da presidenta Dilma Rousseff na ONU.Tudo isso porque a presidenta condenou o uso da força por parte dos EUA como meio de resolução de conflitos armados que acontecem, atualmente, na Síria e no Iraque, ao mesmo tempo em que solicitou o diálogo com a comunidade internacional e apelou para o uso do direito e das instituições internacionais como instrumentos mais adequados para a paz. Os “indignados” dizem ser favoráveis ao diálogo e apoiam a utilização do direito internacional, mas ressalvam que isso não serve para esses “fanáticos islâmicos”. Segundo um experiente jornalista brasileiro, “nem à força esse tipo de fanáticos se dobra”. Se eu entendi corretamente, o jornalista quer dizer que eles não são passiveis de dissuasão. Bem, neste caso sou obrigado a concluir que é preciso eliminá-los. É isso mesmo?

CLIMA E GOVERNANÇA GLOBAL

dilma_ondil_on07-mini

Dilma chegou com bagagem positiva na Cúpula do Clima

A Cúpula do Clima convocada pelo Secretário Geral da ONU Ban Ki-moon foi realizada hoje (23) em Nova Iorque para tentar estimular a vontade política dos governos para firmarem compromissos à altura da gravidade da crise (...)