Monday, 25 de June de 2018

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

ELEIÇÕES EUA

63f36b72-237e-407b-b830-9cae7a6f35d9 (1)

Partido de Wall Street: as semelhanças entre Trump e Hillary

Mesmo que os dois candidatos façam declarações contrárias aos bancos, as gordas doações revelam outra relação

Os dois maiores partidos estadunidenses, o Republicano e o Democrata, têm se revezado no governo dos Estados Unidos desde meados do século XIX (...)

ELEIÇÕES EUA

25849634-894b-43d5-b80a-babeb179e170 (1)

Hillary Clinton: desunidos venceremos?

Com discurso de unidade e amor, a candidata luta para conquistar os corações e os votos dos insatisfeitos em seu próprio partido e dos indecisos

Símbolo da independência dos Estados Unidos, Filadélfia foi o palco da (...)

ELEIÇÕES EUA

1465717811_688793_1465776515_noticia_normal

Eleições nos EUA: o que muda pós Orlando?

No debate eleitoral dos EUA pós-Orlando, a disputa entre o 'exemplarismo' de Trump e o 'cruzadismo missionário' de Clinton

Após o atentado do penúltimo final de semana, nos Estados Unidos, o debate eleitoral ganhou novo impulso. Com o encerramento do período de prévias, (...)

ARGENTINA

f806b7c2-bc77-4a16-a7dd-a10050a5544f (1)

A faceta externa do novo governo argentino

Susana Malcorra, apontada por Macri como ministra do Exterior, deve liderar o “reaparecimento” da Argentina no plano internacional

O momento na Argentina é de expectativa de que haverá mudanças (...)

PAGINA 12

Mitad del Mundo - República do Equador. 05/12/2014. Presidenta Dilma Rousseff durante chegada para a Cúpula Extraordinária da União das Nações Sul-Americanas (Unasul). Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Eleições na América Latina

A falta de regulação dos meios de comunicação é o principal fator que impede o conhecimento de políticas sociais benéficas à população

Os cenários eleitorais se repetem de forma muito parecida nos países que se encontram hoje com governos progressistas da América Latina: as candidaturas dos governos se opõem sempre às candidaturas da direita. Um lado conta com as políticas sociais redistributivas, o outro com o monopólio privado dos meios de comunicação. Um lado melhora as condições de vida da maioria, o outro tenta atingir a consciência das pessoas.

ELEIÇÕES 2014

fuser1-217x135

Se a direita ganhar

Engana-se quem imagina apenas uma reprise do que foram os tempos de FHC

O Brasil enfrenta, nas eleições presidenciais deste ano, o risco de um brutal retrocesso político, com o eventual retorno das forças de direita (...)

LE MONDE DIPLOMATIQUE BRASIL

1banqueiro-pintando

Na América Latina, a direita procura inventar um discurso social

A Colômbia elege no fim de maio um novo mandatário. Um candidato próximo ao ex-presidente Álvaro Uribe enfrentará o atual chefe de Estado, Juan Manuel Santos. A ruptura entre os dois, antigos aliados, reflete uma outra, maior, no seio da direita latino-americana que tateia para tentar reverter o domínio regional

AMÉRICA DO SUL

tullo

“No caso do Chile, a Aliança do Pacífico não altera significativamente suas relações”

entrevista com Tullo Vigevani

O mandato, que inicia oficialmente a partir de março de 2014, reserva muitos desafios à líder socialista.

AMÉRICA LATINA

Informe de viagem a Honduras

Estive em Honduras entre os dias 22 e 25 de novembro representando o PT como observador nas eleições nacionais onde um partido de esquerda (Libertad y Refundación - Libre) participou pela primeira vez (...)

EUA - ELEIÇÕES 2012

Sebastião Velasco, Professor da UNICAMP, pesquisador do CEDEC e do INCT-INEU (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos). Foto: reprodução.

“Obama ficaria agradecido se o Brasil lograsse operar como fator de estabilização e facilitação na região”

entrevista com Sebastião Velasco

Mudanças que viriam com a reeleição de Obama, ou em uma vitória de Romney.