quinta, 23 de novembro de 2017

Brasil no Mundo

Contribuições para a Política Externa Brasileira

receba a newsletter

busca no site

BRASIL DE FATO

04-11-05 Mar del Plata: Foto Oficial de la IV Cumbre de las Americas.

Resistência ao domínio gringo é uma luta que vem de longe

Numa situação em que os governos progressistas do Brasil e da Venezuela enfrentam sérias dificuldades, o imperialismo retoma a ofensiva, com a Parceria Trans-Pacífico.

Na longa história da resistência dos movimentos sociais da América Latina às investidas do imperialismo, nenhuma campanha teve tanta importância, pelos seus resultados, quanto à mobilização continental contra a implantação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). Essa campanha, que alcançou a vitória em 2005 com a rejeição da Alca na reunião de cúpula de Mar del Plata, impediu que os países latino-americanos fossem empurrados de volta a uma condição neocolonial, anulando todos os esforços de desenvolvimento econômico e social no século XX e inviabilizando qualquer projeto de avanço para o futuro.

CUBA

CUBA MINI

A nova política externa cubana

A realidade é que o governo de Havana decidiu se inserir no capitalismo neoliberal

Desde o anúncio da reaproximação diplomática com os Estados Unidos, feita simultaneamente no fim de 2014 por Barack Obama e Raul Castro, (...)

BRICS

The Prime Minister, Shri Narendra Modi at the Welcome Ceremony during the BRICS Summit, in Ufa, Russia on July 09, 2015.

BRICS: a Geoestratégia por trás da Nova Geoeconomia

Fortalecimento do grupo é fundamental para que o Brasil mantenha posição de global player

Quando o economista do Goldman Sachs, Jim O´Neill, cunhou, em 2001, o acrônimo BRIC, referindo-se aos megapaíses emergentes Brasil, Rússia, (...)

AMÉRICA LATINA

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante a Cúpula das Américas no Panamá. Foto: Ministerio de la Presidencia.

Atacam a Venezuela para dividir a América Latina

Entrevista com Sergio Rodríguez Gelfenstein.

Ao final de sua viagem à China, Sergio Rodríguez Gelfenstein passou uma semana em Buenos Aires e realizou reuniões com diversas instituições. No encontro com a Página/12, o pesquisador venezuelano deu uma (...)

AMÉRICAS

EL_encontro_da_ALBA_Foto_Enzo_de_Luca06

Venezuela e EUA: enfoque anacrônico

Ao lidar com o governo Maduro, Barack Obama faz arriscado uso de uma estratégia ultrapassada

Desde o fim da Guerra Fria a noção de ameaça para as potências mundiais se transformou num “vale tudo”, que ampliou notavelmente o fosso entre percepção e realidade.

REVISTA FÓRUM

Protestos 15 de março em São Paulo

“EUA promovem desestabilização de democracias na América Latina”, denuncia Moniz Bandeira

O cientista político e historiador Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira afirma que os Estados Unidos permanecem na tentativa de desestabilizar governos de esquerda na América Latina e que isso se refletiu nas manifestações do último domingo, que, segundo ele, estão longe de serem espontâneas; confira a entrevista

Para o cientista político e historiador Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira, as manifestações que pedem impeachment da presidenta Dilma Rousseff estão longe de serem espontâneas (...)

OPERA MUNDI

Unasul e Venezuela

Unilateralismo e confronto não darão resultado, diz Unasul sobre sanções dos EUA à Venezuela

Secretário-geral do organismo considerou que medidas aplicadas por Obama desqualificam esforço de chanceleres que estiveram recentemente em Caracas

“Não é o caminho do unilateralismo, confrontação e polarização midiática que conseguirão que a Venezuela vá adiante”, com essas palavras o secretário-geral da Unasul (União dos Estados Sul-Americanos), Ernesto Samper, criticou, nesta terça-feira (10/03), a decisão tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de classificar a Venezuela como “ameaça à segurança nacional” e sancionar o país caribenho, conforme anunciado nesta segunda-feira (09/03) pela Casa Branca.

CARTA CAPITAL

dilma-raul

Porto de Mariel indica que Brasil previa fim do isolamento cubano, dizem analistas

Para especialistas, megaprojeto em Cuba com financiamento do BNDES é sinal de que governo brasileiro apostava numa reaproximação entre Washington e Havana, antecipando-se a investidores americanos

O polêmico projeto do Porto de Mariel, em Cuba, indica que o Brasil estava prevendo o fim do isolamento imposto pelos Estados Unidos à ilha comunista e o relaxamento do embargo econômico, afirmaram especialistas ouvidos pela DW Brasil no início deste ano.

REVISTA FÓRUM

ONU elogia Brasil e EUA por divulgarem relatórios sobre a tortura

Além de felicitar ambos os governos por publicarem os resultados, o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos afirmou ainda que a tortura impune prejudica o direito internacional

Os dois informes que revelam os abusos praticados pela Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos e pela ditadura militar no Brasil foram divulgados, paradoxalmente, na véspera e no dia do 30º aniversário da Convenção da ONU Contra a Tortura.

ORIENTE MÉDIO

Special Session Human Rights Council

“No Oriente Médio há o encontro das três religiões, sim, mas é antes de tudo um encontro das potências”

Entrevista com Reginaldo Nasser

Na sessão anterior desta SUPER entrevista sobre Brasil, América do Sul e Oriente Médio, o professor (...)